Bilinguismo e Saúde: como aprendemos um novo idioma e porque isso importa

 

 

Que aprender um novo idioma é algo muito importante todo mundo já sabe, mas você sabe o que realmente acontece com seu cérebro enquanto você estuda outras línguas? Quê benefícios outra língua pode trazer à sua saúde?

A capacidade de comunicação através de uma língua está presente em todos nós (salvo aqueles que apresentam alguma patologia de linguagem, claro). Segundo a doutoranda em Linguística pela Universidad Nacional Autónoma de Mexico, Sara Stradiotto, nossa língua “mãe” é aprendida de forma natural e sem esforço, dentro do seio familiar e nas relações sociais.

O nome “materna” se dá exatamente pelo fato de que a mãe é a principal “professora” de seus filhos, e fornece a maior parte do “conteúdo” necessário para que seus filhos aprendam a falar.

De acordo com Stradiotto, por volta da 21ª semana de gravidez, os bebês adquirem a capacidade de ouvir e dessa forma já começam a escutar e assimilar o que suas mães dizem. A partir daí, começam a selecionar os sons que são e que não são importantes para sua comunicação.

No entanto, o aprendizado de uma segunda língua, não acontece da mesma forma que o aprendizado da primeira. Ao aprender uma nova língua, nos deparamos com novos sons e significados que já foram previamente ignorados pelo nosso cérebro por não fazerem parte do que era importante para a nossa comunicação. Dessa forma, temos de ensiná-lo a percorrer um caminho reverso ao que ele fez quando aprendeu a nossa língua materna. Todos os sons e significados que antes foram ignorados, agora devem começar a fazer sentindo. Por isso diz-se que quando se sabe uma segunda língua, é mais fácil aprender uma terceira ou quarta, pois já ensinamos nosso cérebro a desconstruir o que ele havia assimilado na nossa língua mãe, ou seja, já é meio caminho andado.

Ainda segundo a pesquisadora, é fato que algumas pessoas possuem mais facilidade em aprender diferentes línguas do que outras, e diversos fatores devem ser levados em consideração. Um deles é a idade, o que explica o fato de jovens ter mais facilidade em aprender um novo idioma do que pessoas com mais idade, pois menos sons foram ignorados. Por outro lado, isso não é desculpa para que você, de mais idade, diga que aprender um novo idioma é impossível. Mais difícil, pode ser que sim, impossível? NUNCA! Além do mais, aprender uma nova língua traz benefícios para a sua saúde.

De acordo com estudos feitos pela Universidade de Penn State, nos Estados Unidos, ao aprender e praticar um novo idioma fortalecemos nosso cérebro e isso acontece em todas as idades. Outro estudo, publicado no Annals of Neurology revelou que problemas de cognição, como memória, percepção e atenção, causados pela idade, tendem a ser menores em quem domina mais de um idioma. Outro fato animador é que esses efeitos estão presentes tanto em quem aprendeu o segundo idioma quando jovem, quanto em quem o fez mais tarde.

Seja cedo ou tarde, aprender uma nova língua traz muitos benefícios, tanto pessoal ou profissionalmente, quanto para sua saúde. Adotar uma rotina diária de estudos, mesmo que por breves períodos de tempo é imprescindível para seu desenvolvimento no idioma estudado. Contato com o idioma é fundamental, seja através de filmes, séries, jogos, música ou mesmo um chat online com algum falante de sua língua alvo. Não existe mágica. Não existe metodologia milagrosa. Aprender uma nova língua requer esforço, dedicação e persistência. Fuja de metodologias que dizem que você aprenderá um novo idioma da mesma forma que você aprendeu sua língua materna, pois sabemos que isso não é possível.

Estudar um novo idioma pode ser divertido e empolgante, e certamente só lhe trará benefícios, mas é sem sombra de dúvidas o seu comprometimento e dedicação que fará a grande diferença nessa jornada.

 

Fontes:

https://cacs.org.br/linguas/como-o-cerebro-aprende-uma-lingua/

https://www.msn.com/pt-br/estilo-de-vida/viva-agora/o-que-acontece-com-o-cérebro-quando-você-aprende-um-novo-idioma/ar-AAgftwn

https://www.englishexperts.com.br/como-nosso-cerebro-aprende-ingles/

https://hypescience.com/a-ciencia-por-tras-de-como-aprendemos-novas-habilidades/

 

LUCAS DA SILVA PINTO - UNIDADE FARROUPILHA
@lonelyloolys

Inspire-se.
Assine nossa
newsletter:

Imagem

Principais tags:

  • bilíngue
  • saúde
  • idioma
  • língua